quinta-feira, 8 de fevereiro de 2007

Sucessões na Bahia: O Pleito em Feira de Santana


Os partidos políticos ainda não assumem que estão em campanha, mas alguns movimentos de parlamentares permitem perceber que a sucessão municipal do ano que vem está, cada vez mais, na cabeça dos políticos.
Na segunda maior cidade da Bahia, Feira de Santana, o posicionamento de alguns nomes mostra a vontade destas pessoas em assumir a prefeitura da "Princesa do Sertão". O deputado federal Colbert Martins saiu do PPS, Partido Popular Socialista, e ingressou no PMDB, Partido do Movimento Democrático Brasileiro. Uma troca substancial se for pensado o tamanho do PMDB baiano, que hoje, ocupa a vice-governadoria do estado, é responsável por duas secretarias importantes, a de Transportes e Infra-estrutura e a de Indústria, Comércio e Mineração, e além disso, pode emplacar um ministério no governo Lula, caso o nome do deputado Geddel Vieira Lima seja confirmado. Sem contar as inúmeras prefeituras administradas pelo partido na Bahia. O PPS baiano não possui nem a metade desta estrutura.
Na mesma cidade, o deputado federal Sérgio Barradas Carneiro, PT-BA, não esconde a sua pretensão de ser candidato a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores e, caso queira concorrer, não deve ter a oposição de nenhuma pessoa do seu partido, a não ser a do deputado estadual, Zé Neto, que, segundo algumas pessoas, é apoiado pelo deputado federal Walter Pinheiro. O irmão do prefeito de Salvador já mudou seu título de eleitor para Feira de Santana. Na verdade, seu título é originário de lá.

Não se pode esquecer que PT e PMDB são aliados no estado e disso, pode surgir uma aliança na esfera municipal para fazer frente ao PFL que, hoje, governa a cidade.

Fontes das fotos: Site da Câmara Federal e site pessoal do deputado estadual Zé Neto.

Um comentário:

B disse...

Um dia eu lhe conto o que está acontecendo em Riacho de Santana, em termos de sucessão, rarará!